Veado-mateiro – Mazama americana

mimi
O veado-mateiro (nome científico: Mazama americana) também conhecido por veado-vermelho, veado-pardo, veado-retovado, guatapará, guaçupita, guaçuetê, suaçupita e suaçuapita, é uma espécie de cervídeo sul-americano do gênero Mazama. A taxonomia do veado-mateiro é confusa, e estudos sugerem que o que é identificado como uma única espécie atualmente, na realidade, é um “complexo específico”. Estudos moleculares sugerem que o táxon M. americana é polifilético. Com novos estudos, provavelmente, M. americana será dividido em várias espécies.Possui a maior distribuição geográfica dentre os cervídeos neotropicais, ocorrendo desde a Colômbia e Venezuela (incluindo Trinidad e Tobago) até o norte da Argentina e sul do Brasil. Nesta área, ocorre em todos os tipos de ambientes, desde campos abertos, até florestas úmidas. Entretanto, sua ocorrência é mais fragmentada no sudeste do Brasil, devido ser a região com maior perda de habitat em sua distribuição geográfica.
É a maior espécie do gênero Mazama, pesando em média, 30kg, e medindo até 65 cm na altura da cernelha. A coloração é avermelhada, com manchas brancas abaixo da cauda, face interna dos membros e das orelhas, região submandibular e ponta da maxila superior. O pescoço tende a ser mais escuro, principalmente em sua face dorsal. É uma espécie de hábitos solitários e crepuscular, mas pode formar pares no período reprodutivo. Se alimenta de frutos, folhas, brotos e gramíneas, sendo bastante seletivo na escolha de sua alimentação. A gestação dura cerca de 225 dias e pare um filhote por vez, que nasce com pintas brancas no corpo. Não existe sazonalidade nos nascimentos.
A IUCN lista a espécie como “dados deficientes”, e ela não consta na lista do IBAMA de animais em extinção. Entretanto, é considerada “vulnerável” em São Paulo e “em perigo” no Rio Grande do Sul e no Rio de Janeiro. As populações nos limites leste do Cerrado e da Mata Atlântica também estão ameaçadas, principalmente por conta da alteração de seu habitat para empreendimentos agrícolas e urbanização. Apesar disso, sua distribuição geográfica é ampla e ocorre em grandes números na Amazônia. Apesar de ser caçado ostensivamente em grande parte de sua ocorrência, a espécie possui taxas reprodutivas altas, o que a torna suas populações tolerantes à ação de caçadores.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *